central de notícias

especializado em TV/por Guilherme Guidorizzi

Perfil – Otávio Augusto

“Avenida Brasil”, novela das 21h da Globo, contoucom o talento do ator OTÁVIO AUGUSTO, que viveu o Diógenes. Ele já acumula mais de 50 papéis na televisão, desde a estreia em 1966, como o Nicanor de “Anjo Marcado”, na extinta TV Excelsior. No ano seguinte, atua em “Os Miseráveis”, na Bandeirantes. E em 69, em “Super Plá”, na Tupi.

“Os Ossos do Barão” marca a estreia do ator na Globo, em 1973. Na mesma década integra o elenco de outras três produções, como “O Grito”, onde dá vida ao Henrique. Nos anos 80, participa de mais de uma dezena de produções; entre elas, “Baila Comigo”, “Sétimo Sentido” (onde é o Jorge), “Louco Amor”, “Selva de Pedra” e “República”. Em 87, é o Arturzão de “Corpo Santo”, na Manchete.

O grande papel de Otávio Augusto viria em 1991, em “Vamp”, na pela de Matoso. Dois anos mais tarde vive o Afonso de “Fera Ferida”. E em 1995, é o Ulisses de “A Próxima Vítima” – o personagem, aliás, torna-se o ‘serial-killer’ da versão exibida no exterior e reprisada no ‘Vale a Pena Ver de Novo’. Também nos anos 90 atua em “Por Amor” e “Andando nas Nuvens”.

Em 2001, é o Conde de Gouvarinho da minissérie “Os Maias”; em 2003, o Modesto de “Agora é Que São Elas”; em 2004, o Zé da Estação de “Cabocla”. Retorna às minisséries em 2006, em “JK”, como Benedito Valadares. Faustaço Lumbriga é seu personagem em “Tempos Modernos”; e o Padre Emílio, em “Araguaia”, ambos em 2010. Na minissérie “O Brado Retumbante”, viveu Benjamim Ventura.

A carreira é marcada ainda por quase seis dezenas de filmes, desde 1970. Destaque para ‘A viúva virgem’, ‘Noite sem homem’, ‘Mar de rosas’, ‘Leila Diniz’, ‘Lua cheia’, ‘Festa’, ‘Sábado’, ‘Central do Brasil’, ‘Bendito fruto’, ‘Brasília 18%’ e ‘Polaroides urbanas’. Otávio Augusto de Azevedo Souza, seu nome completo, é paulistano e nasceu em 30 de janeiro de 1945.

Antes do cinema e TV, trabalhou no rádio e no teatro amador. Chegou a ser dublador, até descobrir o Teatro Oficina. Subiu aos palcos com montagens como ‘Os inimigos’, ‘O rei da vela’, ‘Poder negro’, ‘Na selva das cidades’ e muitas outras. Outras peças que contaram com sua presença foram ‘Hamlet’, ‘A cantora careca’ e ‘Os rapazes da banda’.

Paralelamente, Otávio Augusto acenou para o cargo de líder sindical e foi presidente do Sindicato dos Artistas e Técnicos do Rio de Janeiro em duas ocasiões. Em 2013, participa da série “O Dentista Mascarado”.

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 25/03/2012 por em Perfil.

principais seções

TODAS AS CATEGORIAS

O ‘CENTRAL’ APOIA

INDICAMOS

Uma comédia de Pablo Diego. No Teatro Augusta, toda 4ª e 5ª às 21h

SIGA NO TWITTER

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 34 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: